Qual a diferença entre Reino Unido, Grã-Bretanha e Inglaterra?

reino_unido_capa

Desde que começaram a surgir os boatos sobre a saída do Reino Unido da União Européia, muitas pessoas se perguntaram: Qual a diferença entre Reino Unido, Grã-Bretanha e Inglaterra?

Pois bem, trataremos então sobre todos esses termos para que você possa entender as diferenças entre eles.

reino_unido_formacao

Ilustração: Cássio Bittencourt

A imagem acima retrata de forma simples e objetiva qual a diferença entre os três.

 

Inglaterra

É um país pertencente ao Reino Unido. Politicamente ele é formado por uma Monarquia Parlamentarista que é composta pelo chefe de estado (Rei ou Rainha) que não tem poder executivo, apenas diplomático; e pelo chefe de governo (Primeiro-Ministro) que é eleito pelo parlamento e possui a função de governar o país.

 

Grã-Bretanha

É o nome da ilha onde ficam 3 dos 4 países pertencentes ao Reino Unido (Inglaterra, Escócia e País de Gales). Muitas vezes o Reino Unido é chamado de Grã-Bretanha, porém é um termo informal, já que não se refere aos quatro países que o formam.

 

Reino Unido

Oficialmente definido com o nome Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, é uma formação política entre Inglaterra, Escócia, País de Gales, Irlanda do Norte e algumas ilhas menores.

O Governo é formado também por uma Monarquia Parlamentarista, com um chefe de estado e um chefe de governo (os mesmos da Inglaterra), mas Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte possuem assembléias nacionais para tratar de assuntos locais.

 

Bandeira

A bandeira do Reino Unido é uma união das bandeiras dos países pertencentes a essa formação, veja imagem abaixo que ilustra melhor:

 

reino_unido_bandeiras

 

União Européia e a saída do Reino Unido

A União Européia é uma união política e econômica entre 28 países que tem como objetivo: assegurar a livre circulação de pessoas, bens, serviços e capitais. Existe também uma outra formação dentro da UE chamada de Zona do Euro composta por 18 países, que adicionalmente institui uma mesma moeda (Euro) para os seus membros.

Isso que dizer que os cidadãos podem circular livremente, sem necessidade de passaporte ou autorização para viver ou trabalhar em qualquer dos países membros. E este é exatamente o motivo pelo qual os britânicos querem a saída da UE e solicitaram um plebiscito para decidir: a imigração.

No referendo que aconteceu em 24/06/2016 os britânicos decidiram pela saída do Reino Unido da União Européia. Essa é uma decisão histórica e que pode transformar a geopolítica mundial, porém deverá ainda ser acatada ou não pelo novo primeiro-ministro britânico, já que o atual renunciou após a decisão popular.

Jefferson Lins

Analista de Sistemas, louco por tecnologia e muito curioso.

Sem Comentários

Deixe seu Comentário

Preencha todos os campos.
Seu e-mail não será exibido ao público.